www.amigosdatradicao.com.br
 


 
 
Busca
 
 
Menu
  Página Inicial
Vocabulário
  Oração do Gaúcho
  Adágios Gaúchos
  Anedotas de Gaúcho
  Dicionário Gaúcho
  Ditados Gaúchos
  Expressões Gaudérias
Costumes
  Churrasco
  Culinária
  Chimarrão
Cavalos
  Origem do Cavalo
  Nomenclatura
  Pelagem
  Fotos
Cultura
  As Lendas Gaúchas
  Os Mitos Gaúchos
  Danças Tradicionalistas
  Indumentária Gaúcha
  Tradicionalismo
História
  Cronologia Histórica
  Estrutura de um CTG
  Gaúcho e sua Origem
  Princípios Gaúchos
  Comportamento
  Ética Tradicionalista
  O Tropeirismo
  Formação da Estância
  Guerra dos Farrapos
Poesias
Músicas
  Cifras
  Letras
  Grupos Gaúchos
Galeria de Fotos
 
Participe do Portal
 
 
Receba Notícias por e-mail
 
Nome:
E-mail:

Adicionar Remover

 
Registro da Marca
   
Poesia: Cruzeiro Alto
 
Cruzeiro alto já trocou de ponta
A lua monta o céu da serrania
Atiço as brasas, madrugada fria
Saudade é tanta que já não tem conta
A lua monta o céu da serrania
Cruzeiro Alto já trocou de ponta

Aquento o assado enquanto vou mateando
As minhas rimas viajam com o vento
O peito velho se guasqueia em tentos
Clareia o dia, tenho que ir andando.
Como se um chasque fosse o pensamento
As minhas rimas viajam com o vento

Ergo o recau no lombo da tostada
Outra jornada está pedindo patas
O passaredo acorda em serenata
Eu alço a perna a ver a minha amada
O sol clareia o céu da madrugada
Outra jornada está pedindo patas.


Autor: Iberê Machado

 
Portal Amigos da Tradição - 2004 | 2017 - WebMaster: Jonatan S. da Costa