www.amigosdatradicao.com.br
 


 
 
Busca
 
 
Menu
  Página Inicial
Vocabulário
  Oração do Gaúcho
  Adágios Gaúchos
  Anedotas de Gaúcho
  Dicionário Gaúcho
  Ditados Gaúchos
  Expressões Gaudérias
Costumes
  Churrasco
  Culinária
  Chimarrão
Cavalos
  Origem do Cavalo
  Nomenclatura
  Pelagem
  Fotos
Cultura
  As Lendas Gaúchas
  Os Mitos Gaúchos
  Danças Tradicionalistas
  Indumentária Gaúcha
  Tradicionalismo
História
  Cronologia Histórica
  Estrutura de um CTG
  Gaúcho e sua Origem
  Princípios Gaúchos
  Comportamento
  Ética Tradicionalista
  O Tropeirismo
  Formação da Estância
  Guerra dos Farrapos
Poesias
Músicas
  Cifras
  Letras
  Grupos Gaúchos
Galeria de Fotos
 
Participe do Portal
 
 
Receba Notícias por e-mail
 
Nome:
E-mail:

Adicionar Remover

 
Registro da Marca
   
Poesia: Ecos do Vento
 

Os ventos que rezam na pampa
são ventos das fontes mais virgens,
que passam ao longo dos campos,
batendo nas portas dos ranchos
- os templos das nossas origens.

São ventos que trazem recados
das lutas de gentes paisanas:
queriam a terra mais livre,
não como a pampa que vive,
debaixo de botas tiranas.

Os ventos que rezam na pampa
nos trazem recuerdos amargos:
não temos bandeiras nem mastros
e já se apagam os rastros
da nossa infância nos pagos.

Aquilo que avós conquistaram
nos tempos das sendas mais brutas
são ecos das guerras da História
que fogem da nossa memória,
gaúchos que tombam sem luta.

Toda a conquista de séculos
das lutas dos nossos avós,
perdemos no caos desses anos
nas patas de maulas tiranos
que lutam aqui, contra nós.

Da nossa infância, somente,
restam lembranças perdidas.
E os ventos as trazem num grito
que em vão sacode o infinito
das nossas ânsias dormidas.


Autor: Ilton Carlos Dellandréa

 
Portal Amigos da Tradição - 2004 | 2017 - WebMaster: Jonatan S. da Costa