www.amigosdatradicao.com.br
 


 
 
Busca
 
 
Menu
  Página Inicial
Vocabulário
  Oração do Gaúcho
  Adágios Gaúchos
  Anedotas de Gaúcho
  Dicionário Gaúcho
  Ditados Gaúchos
  Expressões Gaudérias
Costumes
  Churrasco
  Culinária
  Chimarrão
Cavalos
  Origem do Cavalo
  Nomenclatura
  Pelagem
  Fotos
Cultura
  As Lendas Gaúchas
  Os Mitos Gaúchos
  Danças Tradicionalistas
  Indumentária Gaúcha
  Tradicionalismo
História
  Cronologia Histórica
  Estrutura de um CTG
  Gaúcho e sua Origem
  Princípios Gaúchos
  Comportamento
  Ética Tradicionalista
  O Tropeirismo
  Formação da Estância
  Guerra dos Farrapos
Poesias
Músicas
  Cifras
  Letras
  Grupos Gaúchos
Galeria de Fotos
 
Participe do Portal
 
 
Receba Notícias por e-mail
 
Nome:
E-mail:

Adicionar Remover

 
Registro da Marca
   
Anedota: Lógica
 
A professora explicava para os alunos o que era lógica.
Após a lição, querendo a certeza de que a gurizada tinha apanhado o sentido da coisa, pediu ao Pedrinho que desse um exemplo.
Pedrinho falou:
- Se um menino for à praia com seus pais, e nesse dia o mar estiver com muitas ondas, certamente ele ouvirá os avisos da mamãe para ele tomar banho só na beira da praia.
Nada de se afastar dali.
Mas o menino, teimoso, quer nadar e avança demais no mar: quase morre afogado.
Seus pais salvam-no antes que ele se afogue. "fessora", eu acho que o menino que desobedece aos pais, logicamente corre perigo de acidente.
Pedrinho recebeu elogios da mestra e aplausos doa coleguinhas.
Nesse momento Zequinha se levantou e disse:
- Professora, eu acho que a lógica não é uma coisa muito certa.
- Como assim? Perguntou, admirada, dona Urraca.
- Eu moro num edifício com 6 andares - começou o Zequinha -, e cada vez que volto para casa tenho o hábito de tocar as campainhas de todos os apartamentos enquanto subo pela escada.
- Zequinha fez uma pausa e olhou sério a professora.
- E depois? - perguntou a professora - , qual é a falta de lógica?
- "Fessora", logicamente eu deveria ser conhecido como o Zequinha das Campainhas, não é?
Mas a verdade é que todos me chamam de o filha da puta do 5º andar.

 
Portal Amigos da Tradição - 2004 | 2017 - WebMaster: Jonatan S. da Costa