www.amigosdatradicao.com.br
 


 
 
Busca
 
 
Menu
  Página Inicial
Vocabulário
  Oração do Gaúcho
  Adágios Gaúchos
  Anedotas de Gaúcho
  Dicionário Gaúcho
  Ditados Gaúchos
  Expressões Gaudérias
Costumes
  Churrasco
  Culinária
  Chimarrão
Cavalos
  Origem do Cavalo
  Nomenclatura
  Pelagem
  Fotos
Cultura
  As Lendas Gaúchas
  Os Mitos Gaúchos
  Danças Tradicionalistas
  Indumentária Gaúcha
  Tradicionalismo
História
  Cronologia Histórica
  Estrutura de um CTG
  Gaúcho e sua Origem
  Princípios Gaúchos
  Comportamento
  Ética Tradicionalista
  O Tropeirismo
  Formação da Estância
  Guerra dos Farrapos
Poesias
Músicas
  Cifras
  Letras
  Grupos Gaúchos
Galeria de Fotos
 
Participe do Portal
 
 
Receba Notícias por e-mail
 
Nome:
E-mail:

Adicionar Remover

 
Registro da Marca
   
Anedota: Flautim
 
Esta é dos tempos do Ali Babá.
Havia, no longínquo Oriente, um imperador dados a acessos, ora de bondade, ora das mais terríveis e ferozes cóleras.
Em noites de festa na corte, o imperador chamava a sua orquestra e mandava tocar as mais inebriantes e sensuais músicas daqueles tempos.
Quando sua majestade achava que os seus músicos tinha executado as partituras a contento, mandava vir o tesoureiro e ordenava que cada músico tivesse o seu instrumento cheio de moedas de ouro.
Era uma festa. O trombone, com aquele imenso bocal, recebia uma fortuna.
O bumbo, colocado na horizontal, transformava-se num passaporte para felicidade.
E assim com todos, exceto um: o flautim.
Nem uma moeda cabia nos orifícios do instrumento!
Mas havia noites em que, irado, o tirano acusava a orquestra de ter tocado de maneira horrível ea sentença vinha cruel:
- Chamem o carrasco!
Ordeno que cada um desses miseráveis tenha o seu instrumento enfiado no cú!
E lá vinha o carrasco.
Quando tentava, porém, cumprir a ordem, defrontava-se com problemas.
Era impossível fazer penetrar o trombone naquele lugar que o imperador determinara;
o mesmo com o bumbo e com quase todos os músicos que, assim, saíam ilesos...
Exceto um. Quando chegava a vez do flautim... era ele o único em que tal tormento funcionava!

 
Portal Amigos da Tradição - 2004 | 2017 - WebMaster: Jonatan S. da Costa